Enquanto ha vida (20/05/2013)

Enquanto há vida… (20/05/2013)

Fiquei meio confuso, acho que há uma semana, sobre se estaria pertencendo realmente ao mundo dos vivos. Questionei-me se não seria o caso de já estar em uma dimensão transitória para ir acostumando. Completa paz… A desconfiança vem-me que o médico me pede presença no mínimo  de três em três meses.  – A doença continua avançando… Variou os medicamentos e nada…  Toda vez que  apresento os exames ele balança a cabeça.  Se fosse dinheiro você estaria rico… São quatorze milhões (14.000.0000)… Eu também acho graça…

Bom dessa história é que não tenho mais medo de assombração…R Ah,R Ah.R Ah!!!. É o mesmo que kkkkk e rrssss… Assombração?!!…  Quanto a isso, lembro-me que certa noite estava no portão do sitio e vinha um homem de chapéu, acho que eram umas 22:30 h, uma bela noite de luar. Pensei. Tenho que cumprimenta-lo pela coragem. Levei em conta os riscos de cobras e onças… Boa Noite!… O Sr. Não tem medo de andar por aí assim…Sozinho… – (o interlocutor): No tempo que eu era vivo… Claro que sai em disparada…

Pois bem, mas recentemente, lá estava eu de novo, desta vez totalmente imune a esses aperreios bestas. Pense no mesmo dialogo, pra ficar menos chato, finalizei com a seguinte frase: – Eu também… E finquei o pé. Como se esperava o  “coisa” correu. Eu sei que tá chato…

Garanto-lhes  que a vida esta tão… Tão….  Não consigo achar a palavra certa. Incrível, fantástica. Para reforçar, há seis meses dizia a um lenhador a quem teria dado carona do ramal para a rodovia. Eram cinco horas de manhã.  Companheiro, mesmo com a pseudo- doença  afirmo que estes dois últimos anos são os melhores anos da minha vida… Claro falei do amor de Deus. Tá bem…  Preguei  pra ele. Falei-lhe da salvação em Cristo Jesus. Fui enfático. Uns vinte dias depois alguém me disse que ouviu a seguinte noticia na rádio CBN:  Vitima de acidente, morreu  o Sr. Manicoré (troquei o município),  morador da Vila Otoniel Silva (tem até CEP). O lenhador (hoje se trabalha  com motosserra) teve o crânio esfacelado por um galho de uma arvore.

Se você resistiu a chatice ate aqui. Vou contar o que interessa. Estava pensando alegremente na transição, meio com a cabeça no céu. Onde há algo tão bom que não conseguiria sonhar. Estava magro, muito magro. A foto explica tudo. Teria nesse dia feito a minha missão de  ajudar como posso. Estava alegre, mas sentindo  a vida se esvair. Eis que olho e vejo o caule de um limoeiro aparentemente morto. Mais fotos.  Ao levantar a cabeça em um pequeno galho igualmente  meio morto vejo um limão que me parecia se oferecer. Fui e peguei-o. Não gosto da expressão, mas foi tudo meio mágico. Mais fotos. Com propósito fiz  uma limonada (se a vida lhe da um limão…)  Fui tomar banho e pensar no exemplo da árvore e celebrar a vida em uma água geladinha. Mais fotos. Ta vivo aí??!!! Dá um gloria a Deus.

Mas amazing, fantastic  que isso foi ver a cerca de quatro metros adiante um novo limoeiro surgido dos raízes do velho.  Oferece-me limões novos.  Como diria a cantora Alcione:  Limoeiro velho, sem galhos sem folhas… Ah, era cajueiro… Me poupem!  Mas me permitam cantar: Portanto só me resta da vida o fim e da mocidade as recordações…

Pelos limoeiros e cajueiros que sejamos generosos até a prorrogação, já que acabou a morte súbita. Vou ficar devendo a foto do limoeiro Junior…

De igual simbolismo, em dezembro de 2010, em uma festa de fim de ano de empresa. Meio cabisbaixo, por sintomas que descobri dois meses depois, peguei-me pensando se deveria ser bom para os outros que eu estivesse presente. Ponderei que estava magro, amarelo e como comporia algo para a festa de fantasia? Mas pensei que alguém poderia gostar de me ver por ali. Peguei-me em uma loja que vendem roupas do gênero. Nada parecia-me cair bem. Assim, meio desanimado, comprei um tinta verde e em casa vesti uma camisa e uma calça velhas apertadas (foi o mais difícil) e… Virei o Hulk. Gastei R$ 10,00 e quase ganho a premiação. Os aplausos ainda ecoam em meus ouvidos. Eu não tenho fotos, mas se um dia um amigo meu ler e tiver a foto  mande-me para o e-mail otan_silva@hotmail.com que considerarei autorizado a postagem. Foram muitos interessados em se deixar fotografar ao lado do Hulk… Mais incrível impossível.

Pra finalizar, conta-se, e eu acredito, que há mais de dois mil anos, veio-nos o maior exemplo: Ainda hoje estarás comigo no paraíso…

Quanto a minha pessoa, na hora que Ele chamar eu vou. Enquanto isso tentarei fazer gols em todos os gramados da vida. Se o texto for um limão, reflitam assim mesmo.

Otaniel

PS: As fotos existem, mas no momento acho que consegui anexar apenas duas.

 

 

 

Otaniel

 

Leave a Reply