Dia de INSS 2 (16/08/2015)

Hoje me apresentei à perícia do INSS. Faz quase 5 anos que estou em gozo de auxílio doença, por assim dizer. Em mãos apenas um exame de plaquetas com 23.000/mm3. É extremamente ou perigosamente baixo.

Fui aposentado por invalidez, talvez pelo tempo de tratamento e sem perspectivas de resultado. Não foi o que projetei. Mas tô vivo. Vida que segue.
Imaginara me aposentar normalmente e buscar alguma especialização na área de direito, pra usar a carteirinha da OAB conquistada em 2008. Mas será difícil. Nos  últimos seis anos luto arduamente pela recuperação da saúde. É quase uma desculpa que uso, porque daria pra estudar, ainda que só “arquejando”. Pro futebol eu não meço consequências…

O que tem me restado é ficar mais tempo no sítio. Cabe a música: moro onde não mora ninguém, onde não passa ninguém, onde não vive ninguém… Talvez um pouco de exagero, mas eu me sinto bem.

Continuo recorrendo aos louvores e oração como fortalecimento. Mas fisicamente pareço pior do que realmente estou.
Querem saber? Vários dos Salmos e louvores me inspiram a acreditar que vai dar tudo certo. Que é esperar em Deus. Amém?

Leave a Reply