Dia de Inss (23.09.2013)

Dia de INSS (23.09.2013)

Mais cedo ou mais tarde os trabalhadores filiados à Previdência Social terão que se encontrar com essa Instituição. Somos milhões com esse destino. Recomendo fortemente a que façam previdência privada se assim o puderem. Não quero falar nem bem nem mal do órgão, mas o tal fator previdenciário…

Nos últimos dois anos estive por ali três vezes para tratar do beneficio ^auxilio-doença^ (isso serão aspas doravante). Desculpem a sinceridade, mas nunca vi um local de impostação, teatralização e coisas do gênero. Como espécie de atores, queriam parecer pior do que realmente estavam. Os casos de avarias em membros, pernas, por exemplo, o manquejar, mancar, manquitolar, coxear (tudo é sinônimo) seria bem acentuado. Eu também caprichei na aparência de quase morto e o amarelão ^Hulk^ surgiu-me impecável. Não podiam me negar o beneficio.

Mas, than., than, than than, thanm. Vocês sabem o que isso. Esqueci o atestado médico. Voltei em casa e nada… Não achei o tal atestado. Vamos encarar o Doutor amparado apenas nos exames. Fiquei meio perdido e um pouco mais pálido…

- o Sr.  É Otaniel…

Não que a ultima mensagem celular não me tivesse chamado de Antaniel. Uma anta mesmo (anta por aqui também é burro). Como perder um documento desses.  Tem interrogação não…

- O que Sr. Tem:

- Depois da hepatite; cirrose, pelo que dizem os exames que estão em suas mãos… Eu nem acredito.

- E o atestado: Por que o Sr. acha que não pode trabalhar:

- Dr… Princípio da sinceridade…  Acho que estou bem… Apenas flatulência…  (são gases que precisam ser liberados de um jeito ou de outro)…  Mau hálito… As vezes não durmo de noite e somente o faço de dia.

- Pô… Num tem chulé também não: Pare de andar nas noitadas…

- Fiquei meio confuso. Bom, Dr., fica estranho mesmo. Às vezes me pego quase correndo 5 km (trotando). Jogo bola com pessoas da mesma idade e penso que com bom nível. Não tenho cansaço. Imagino que sou mesmo objeto de comentários, tipo o que esse cara tem que não trabalha…  Talvez um pouco esquecido, mas quem não é:

- Enquanto abria o exame voltou a perguntar pelo atestado…

- Eu fui ficando desconcertado e meio com raiva. – Dr. Eu acho que eu sou  ou estou melhor do que o Senhor no Tchê  tche rere  tche… Penso que ele ficou ofendido.

- Pois bem… O senhor tem: hepatopatia crônica, com episódios de encefalopatia, varizes esofágicas, trombocitopenia, plaquetopenia, ascite discreta,  ginecomastia, aranhas vasculares,hipertensão portal, linfonodos para-orticos, esplenomegalia, rinossinusite, pangastrite enematosa e metaplasia intestinal incompleta. Quer mais:::…  Isso é interrogação.

Respirei fundo… Ikki, ikki, Ikki… Não, não é o frio sopro da morte ou soluço de medo pelo que disse o médico. É o Ikki (nosso dog) querendo brincar fora de hora. Escrevo ao vivo. Além de imaginar ^arreda satanás^, quase que grito – Broxa!!!…

- O Dr. Também não deixou por menos. – O Sr. é um sofista. Corre nada… E broxa é uma pi…

Não importa o que eu tenha, mas o que eu posso ainda fazer. Nesse momento dar-lhe um conselho que já sabes. Muita água, inclusive pela manhã. Alimentação saudável (consulte um nutricionista). Exames preventivos. Muito esporte. Bom  humor mesmo nas ocasiões mais difíceis. Com duas letrinhas: Fé.

Desinteressadamente também o convido a pensar em ser um doador de órgãos, especialmente de fígado. Dos que tem a graça de chegar à fila do transplante, quatro vão morrer por falta de matéria prima.

No mais, não acredite em tudo; sequer acredito nesses exames. Nunca gaste tudo porque em casos de emergência…

Ah!, O médico, depois de tudo, deu-me prorrogação de mais dois anos de licença (auxilio-doença), quase insinuando que eu não vou precisar (aguentar, resistir) de tanto tempo assim. No que eu concordo… Vou voltar e me aposentar com fator previdenciário e tudo.

Otaniel

Leave a Reply